Jovem é detido suspeito de fazer ameaças de ataque em escola pelo WhatsApp em MT

Um jovem foi detido nessa terça-feira (19) suspeito de ter feito ameaças de ataque em uma escola em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo o 25º Batalhão da Polícia Militar, o jovem, de 18 anos, teria enviado as mensagens pelo WhatsApp.

As mensagens apontavam para um suposto ataque na Escola Estadual Honório Rodrigues de Amorim, no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. O ataque seria semelhante ao que aconteceu em Suzano, São Paulo.

A diretora da escola procurou a polícia, registrou boletim de ocorrência e o jovem acabou detido. Ele foi encontrado no Bairro Construmat. Nas redes sociais o jovem se exibia com armas de paintball.

Nenhuma arma foi encontrada com ele. O jovem foi levado à Central de Flagrantes de Várzea Grande.

A assessoria da Polícia Civil informou que o garoto foi ouvido e liberado. Todos os casos relacionados a esse tipo de situação estão sendo enviados à Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), que está realizando trabalho de monitoramento dos envolvidos no envio dessas mensagens.

Tangará da Serra

Em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, a Polícia Militar encontrou 34 munições, de calibre 380, na mochila de um aluno, de 16 anos. A situação ocorreu nesta quarta-feira (20) na Escola Estadual Ramon Sanches.

À polícia, o adolescente disse que furtou as munições na casa onde a mãe dele trabalha. Ele disse que não tinha intenção de cometer crime e sim vender os itens.

A direção chamou os policiais após perceber o adolescente em atitude suspeita. Todas as salas foram revistadas e, além das munições, foi encontrado também um cachimbo para usar drogas.

Todos os alunos foram liberados no final da manhã e as aulas do período vespertino foram suspensas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *