MT pode instituir programa Futebol para Todos

Da redação (com informações da assessoria)

 

 

Com a missão de atender crianças, jovens e idosos por meio da prática do futebol nos diferentes cantos do estado, o deputado estadual, Paulo Araújo (PP), apresentou Projeto de Lei 501/19 na sessão vespertina de quarta-feira (14), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), denominado Programa Futebol para Todos. O PL visa garantir a disponibilização de ingressos para partidas de futebol a preços populares para pessoas em situação de baixa renda em todo o estado.

O parlamentar frisou durante a apresentação em plenário que o programa vai dar oportunidade às pessoas com baixa renda de frequentarem os estádios dos seus clubes de coração. “O Projeto tem como objetivo especial trazer de volta a cultura de arquibancada democrática com a presença maciça de pessoas de todos os espectros sociais nas arquibancadas unidas por uma paixão, seu time de futebol”, lembrou Paulo Araújo.

Além disso, o beneficio instituído caso a lei seja sancionada é aplicável somente em partidas realizada em estádios, arenas e outros estabelecimentos dedicados ao futebol. E os ingressos populares terão valores de até 20% do valor cheio cobrados pelo ingresso mais barato disponibilizado ao publico não sócio do clube de futebol, agremiação ou similar mandante do evento.

O programa Futebol para Todos prevê requisitos para a compra dos ingressos a preços populares, o que dá segurança as entidades esportivas e afasta pessoas que possam querer se beneficiar injustamente dos benefícios do projeto.

Paulo acrescentou que ter uma política pública apoiando o esporte para ter o retorno da marca democrática que é a presença de torcedores de todas as camadas sociais em suas arquibancadas. “O poder público precisa ter a sensibilidade para garantir o direito de acesso ao futebol de forma acessível para atender os diferentes públicos. Entendo que a grande maioria das famílias não tem condições de ir aos estádios de futebol. Por isso, a relevância desse PL, temos que preencher essa lacuna”, explicou o deputado.

De acordo com o art. 2° do Projeto de Lei, a carga de ingressos disponível em todas as partidas para o Programa Futebol Para Todos será oferecida, pelos clubes, agremiações ou entidades responsáveis pela venda de ingressos que mantiverem cronograma diferenciado de venda de entradas para sócios e não sócios, onde os mesmos disponibilizarão no mínimo 5% do total de ingressos comercializados para o publico não sócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *